Giulieny Matos

Gosta do cotidiano. É especialista em segurança pública e educadora autônoma. Formada pela Unb, trabalha atualmente em prol da prevenção precoce da violência. Colaboradora da Magazine Internacional IPA Brazil. Possui 12 livros publicados.
Gosta do cotidiano. É especialista em segurança pública e educadora autônoma. Formada pela Unb, trabalha atualmente em prol da prevenção precoce da violência. Colaboradora da Magazine Internacional IPA Brazil. Possui 12 livros publicados.

Você já viu alguém registrar ocorrência policial contra o "Sr. Corona"?

Balcão de delegacia, cada dia um desafio e uma surpresa

Outro dia uma senhora queria registrar uma ocorrência porque a inquilina não estava pagando-lhe o aluguel e acendera vela preta dentro do apartamento acompanhada de outros objetos “suspeitos”.  Caso religioso ou cível? Nem era questão criminal, mas a cidadã acreditava que o papel da ocorrência poderia trazer-lhe segurança.

- Recepção reordenada para atendimento ao público
Recepção reordenada para atendimento ao público - Foto: Divulgação/JTNEWS

A situação mais engraçada foi a de um senhor que chegou acompanhado da esposa. Bem vestido, altivo, carregava um envelope bem grosso com muito papel dentro. Dizia ser “figura envolvida” na política. O homem pediu à atendente para confirmar junto à esposa dele que aqueles papéis não eram verdadeiros. “- Ah?, explique-se melhor!”

O moço insistia que alguém com  muita inveja da sua linda mulher, da sua família, da sua carreira e do seu sucesso queria destruí-lo. Não foi preciso extremo esforço para a policial compreender o “problema” do reclamante. Caso de traição em plena luz do dia! Os papéis traziam fotos do 'gajo' entrando num motel com uma mulher das coxas avantajadas vestindo miniblusa e um insinuante short curto.

Recentemente, uma mulher passou mal de tosse e foi à delegacia registrar a ocorrência contra o “Seu Corona”. Foi levada ao hospital e infelizmente o exame foi constatado positivo para Covid-19. Caso dramático de saúde pública. O agente que a atendera ficou contaminado com o vírus. Os outros três policiais próximos foram afastados preventivamente e estão mantidos em isolamento social por 14 dias.

A Delegacia, por conta própria, teve de reorganizar a recepção e está mantendo distância entre as cadeiras e as pessoas por medidas de segurança e prevenção. "Seria cômico se não fosse trágico".

Técnicamente, a procura pelo balcão da delegacia representa confiança da sociedade no trabalho da polícia.

Parabéns aos profissionais da segurança Pública e demais forças sociais imbuídos de sua missão no combate exaustivo ao Covid-19.

Que o Novo Coronavírus fique bem longe de nós!

#TODOS CONTRA O CORONAVÍRUS!

Comentários