Nesta segunda-feira termina prazo do STF para AGU prestar informações sobre líder do PCC em Brasília

Ministro Luís Roberto Barroso, do STF, pediu informações detalhadas sobre a permanência de Marcola Kamacho, líder do PCC na Penitenciária Federal de Brasília

Foto: EstadãoMarcola - que teve pedido do governador do DF no STF para "expulsá-lo" de Brasília
Marcola - que teve pedido do governador do DF no STF para "expulsá-lo" de Brasília

O ministro Luís Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF),  deve recer amanhã as informações detalhadas sobre os motivos que mantêm o líder do PCC, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola confinado na Penitenciária Federal de Brasília no Distrito Federal.

As informações foram solicitadas ao Ministro da Jutiça, Sérgio Moro, por meio da Advocacia Geral da União (AGU) na última quinta-feira (13).

O ministro do STF, Roberto Barroso, havia fixado um prazo de 72 horas para que a União prestasse os esclarecimentos necessários ao embasamento da decisão da Suprema Corte sobre o caso, pois os argumentos do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha já constam do processo que é mantido em segredo de Justiça, embora não se saiba o porquê, considerando que este é um caso essencialmente público.

Foto: Jacinto Teles/JTNewsConvenção do MDB em Teresina com a presença do governador do DF, Ibaneis Rocha
Ibaneis Rocha - quando esteve em Teresina mês passado na convenção do seu partido

O JTNEWS já se manifestou acerca da posição do governador Ibaneis Rocha, que indiscutivelmente, a prevalecer os argumentos por ele noticiados publicamente não parecem nada razoáveis, aliás, beira ao ridícula a justificativa de que um presídio federal não pode ser sediado aonde habital as mais 'eminentes autoridades', ou seja a elite das elites nacional e internacional.

Confira o que já disse o JTNEWS acerca das incoerências do governador Ibaneis.


Fonte: JTNews

Comentários