Sérgio Moro anuncia durante encontro de secretários penitenciários no PR, apoio à Polícia Penal

Além do Ministro da Justiça, secretários de Administração Penitenciária reunidos em Curitiba, hoje (4), solicitaram ao presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia, pauta à votação da Polícia Penal

O ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, declarou hoje (4) em Cuitiba no Paraná, durante Encontro Nacional de Secretários de Estado da Justiça, da Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária, apoio à Polícia Penal, por meio da PEC 372 /2017 [já aprovada em dois turnos de votação no Senado Federal] e agora está guardando votação em primeiro turno na pauta desta terça-feira (8) na Câmara dos Deputados.



O Conselho Nacional de Secretários de Estado da Justiça, da Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária reunidos ontem e hoje (4) em Curiritiba também resolveram, seguindo o exemplo do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), que tem à frente o diretor geral, Fabiano Bordignon, apoiar a PEC 372 da Polícia Penal e expediram ofício conjunto ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), solicitando a pauta para votação da Proposta de Emenda Constitucional, denominada de PEC 372/2017. O documento dos secretários estaduais diz textualmente em parte do seu texto:



"Considerando a relevância da matéria tratada na PEC nº 372/2017, para o Sistema Penitenciário Nacional, que visa criar a Polícia Penal Brasileira, informamos que os membros que assinam apoiam a referida p´roposta, e solicitamos a Vossa Excelência que inclua em pauta para apreciação e votação a PEC nº 372/2017, que Altera o Inciso XV, do art. 21, o § 4º do art. 32 e o art. 144 da Constituição Federal para criar as polícias penais federal, estaduais e distrital." No vídeo acima o representante de Goiás, Cel. PM, Wellington de Urzeda Mota, Membro do CONSEJ faz o anúncio do documento ao presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia.

O JT News ouviu o diretor da Associação Nacional dos Agentes Penitenciários do Brasil (AGEPEN-BRASIL), José Roberto Neves, que declarou sobre a manifestação dos secretários de Administração Penitenciária o seguinte: "Há muito tempo vínhamos insistindo na necessidade dos governos estaduais se manifestarem sobre a PEC da Polícia Penal, agora com esse gesto dos secretários de Administração Penitenciária, não restará nenhuma dúvida sobre a importância da aprovação da Polícia Penal para o País", concuiu o diretor de Previdência da Agepen-Brasil, Beto Neves, que também é diretor do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado do Paraná.

Foto: JT NewsBeto Neves, Agente penitenciário, diretor da Agepen-Brasil e ex-conselheiro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária
Beto Neves, diretor da Agepen-Brasil e ex-conselheiro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária

diretordFoto: DivulgaçãoCONSEJ
Conselho Nacional dos Secretários da Área Penitenciária do Brasil - CONSEJ - reunido em Curitiba no Paraná

É interessante registrar que o diretor geral do DEPEN, delegado federal Fabiano Bordignon, assinou conjuntamente com os secretários membros do Conselho Nacional (CONSEJ), o Documento [já denominado Carta de Curitiba, em defesa da Polícia Penal, que será encaminhado ao presidente da Câmarta dos Deputados, Roderigo Maia.

Foto: jacinto teles/jtnewsSandro Abel Barradas
Sandro Abel Barradas, 1º diretor de Políticas Penitenciárias do DEPEN a defender oficialmente a Polícia Penal

Representou a Secretaria de Estado da Justiça do Piauí, no Encontro Nacional de Secretários do CONSEJ, o delegado Charles Pessoa, que é o diretor de Inteligência do Sistema Prisional do Piauí. Pessoa, tem vasta experiência na área penitenciária, pois exerceu por vários anos o cargo de agente penitenciário federal e em suas funções coordenou grandes missões no Sistema Pnitenciário Federal.

Foto: JTNewsCarlos Edilson
Secretário da Justiça, Carlos Edilson quando deu posse ao ex-agente penitenciário federal, Charles Pessoa na Diretoria de Inteligência 

O Secretário de Estado da Justiça do Piauí, Carlos Edilson Rodrigues de Sousa, que já declarou bem antes todo o apoio à Polícia Penal Brasileira, inclusive concedendo pessoalmente apoio logístico à Conferência Nacional de Agentes Penitenciários em Brasília durante o início de agosto do ano em curso.

Foto: Divulgação1

Foto: Divulgação2

Fonte: JT News

Comentários