Jamil Leite

Especialista em fisiologia e prescrição do exercício clínico, Bacharel e Licenciado em Educação Física, Personal trainer e Professor de ginástica laboral
Especialista em fisiologia e prescrição do exercício clínico, Bacharel e Licenciado em Educação Física, Personal trainer e Professor de ginástica laboral

Obesidade Infantil: cuidados com o sobrepeso na infância

A obesidade nas crianças deve ser tratada com responsabilidade e aceitação dos pais

Geralmente quando se fala em obesidade, o termo é associado aos adultos. Apesar de ser discutida em âmbito mundial por grandes organizações voltadas a saúde e bem estar, há ainda certa desinformação e pouco cuidado no cotidiano da sociedade  sobre a obesidade infantil.

Quando se vê uma criança com bochechas salientes e com sobrepeso corporal, a ênfase da velha crença que “criança gordinha é uma criança saudável”, ainda se sobressai, não levando a sério esse problema de saúde. Diante disso, através deste texto ouso dar relevância ao assunto, para que possamos discutir o tema e esclarecer como a obesidade infantil pode ser prevenida – e combatida.



Imagem de uma criança com sobrepeso.
Imagem de uma criança com sobrepeso



Segundo a OMS, a obesidade é uma epidemia mundial, causada por maus hábitos alimentares e falta de atividade física, sendo uma doença crônica caracterizada pelo o excesso de peso, causada por fatores genéticos, ambientais e comportamentais.

Levando em consideração esse conceito, saliento que a obesidade nas crianças poderia ser diminuída desde a alimentação do bebê na barriga da mãe. Mas, como perceber - e prevenir - a obesidade em crianças?

Chega-se a conclusão da obesidade infantil através do cálculo do IMC (Índice de massa corporal- cálculo definido pela divisão do peso pela altura ao quadrado) e relacionando o resultado com as tabelas estabelecidas pela OMS para o parâmetro da obesidade na infância.

Após diagnóstico do sobrepeso infantil, deve-se estabelecer diretrizes que vão desde uma alimentação saudável (oferta de legumes, verduras , frutas , sucos naturais na dieta infantil) ao incentivo às praticas de atividades físicas adequadas à idade da criança, para que não tenhamos adolescentes e adultos obesos.

Cabe aos pais e/ou aos responsáveis pela criança a obrigação de aceitar de forma crítica o sobrepeso das crianças e reeducá-las para uma boa dieta. Ainda reforçando o assunto principal desta coluna – a prática de atividades físicas de forma equilibrada e constante, para que o sedentarismo [uma das principais causas do sobrepeso e outras doenças] seja abolido.

Comentários