Vídeo mostra revolta de comerciante autuado por manter loja aberta em Ribeirão Preto (SP)

Imagens foram feitas na Rua Florêncio de Abreu durante diligência da GCM, que registrou desacato e agressão a agente de fiscalização

Um vídeo mostra a revolta de um comerciante ao ser autuado por manter aberta uma loja de roupas no Centro de Ribeirão Preto (SP), apesar das restrições contrárias contra o avanço do Novo Coronavírus.



A confusão ocorreu na tarde de segunda-feira (6) na Rua Florêncio de Abreu, segundo informações registradas em boletim de ocorrência. De acordo com o documento, além de ofensas por parte do suspeito, que tem 42 anos, a mulher do empresário, agrediu um agente de fiscalização de 60 anos, que teve ferimentos na boca e os óculos quebrados.

A Polícia Civil registrou o caso como lesão corporal, infração de medida sanitária preventiva e desacato. A loja foi lacrada e o dono deve ser ouvido pelo Ministério Público. 

O setor de vestuário não está entre os serviços considerados essenciais e ainda não foi autorizado a abrir normalmente nos municípios enquadrados na fase vermelha do Plano São Paulo, que regulamenta a reabertura gradativa da economia na pandemia do Novo Coronavírus.

Fonte: JTNEWS com informações do G1

Comentários