Paralisação segunda-feira (22): Médicos de Teresina (PI) Protestam por Condições de Trabalho e Promessas Não Cumpridas

Médicos do município reivindicam concurso público, melhores condições e reajuste salarial não atendidos pela Prefeitura de Teresina

Médicos da rede municipal de Teresina (PI) anunciaram, durante uma Assembleia Geral Extraordinária realizada na sede do Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (SIMEPI) nesta quarta-feira (17), uma paralisação prevista para a próxima segunda-feira (22). A reunião teve como pautas principais o concurso público, condições de trabalho, reajuste salarial e a possibilidade de paralisação.

Foto: SimepiAssembleia Geral Extraordinária com médicos servidores do município de Teresina (PI)
Assembleia Geral Extraordinária com médicos servidores do município de Teresina (PI)

Por unanimidade, os médicos decidiram pela paralisação em protesto contra a falta de cumprimento das promessas feitas pela Prefeitura de Teresina. Entre as demandas não atendidas, destacam-se a realização de um concurso público para médicos, melhorias nas condições de trabalho e o aumento na carreira médica. A médica Lúcia Santos, presidente do SIMEPI, expressou a insatisfação dos médicos, afirmando: "Estamos revoltados com a Prefeitura de Teresina, pois até agora não tivemos as promessas do prefeito cumpridas. Diante disso, decidimos pela paralisação no dia 22."

A próxima assembleia está agendada para quarta-feira (24), dando continuidade às discussões sobre as reivindicações dos médicos de Teresina. O SIMEPI reforçou a importância do respeito à categoria médica e à saúde, destacando que "saúde se faz com dignidade".

Fonte: JTNEWS com informações do Simepi

Comentários

Morar bem Piauí