Ouvidoria da Polícia Civil do Piauí conquista 1º lugar em atendimentos e realiza 1º atendimento em libras

Avanços notáveis na prestação de serviços e inclusão de pessoas com deficiência marcam a atuação da Ouvidoria da Polícia Civil do Estado do Piauí.

No ano de 2023, a Ouvidoria da Polícia Civil do Piauí (PC-PI) mais uma vez alcançou o 1º lugar em atendimentos, registrando um notável aumento de 454 demandas atendidas em comparação a 2022. Com 1216 atendimentos ao público, a instituição se destaca como referência entre as ouvidorias da Secretaria de Segurança do Piauí, consolidando seu compromisso com a população.

Foto: Divulgação / Polícia Civil do PiauíOuvidor da PC-PI, Ernani Uchôa Leal
Ouvidor da PC-PI, Ernani Uchôa Leal

O boletim de indicadores de 2023 da Ouvidoria-Geral do Estado do Piauí revelou esses dados, demonstrando não apenas a eficiência do serviço, mas também a crescente confiança da comunidade nas atividades internas e externas da PC-PI. A Ouvidoria saltou do 4º lugar em 2022 para o 3º lugar em 2023 no ranking de ouvidorias setoriais do estado, evidenciando um avanço notável na qualidade do serviço prestado.

Para o ouvidor da Polícia civil, Ernani Uchôa Leal, os números refletem não apenas a eficácia do serviço, mas também a proximidade da população com a instituição, evidenciando a importância dada ao serviço público. A Ouvidoria recebe contatos diários, variando desde pedidos de serviços até elogios, abrangendo contatos locais, nacionais e internacionais.

Foto: Divulgação / Polícia Civil do PiauíAtendimento humanizado com o uso de libras
Atendimento humanizado com o uso de libras

Sexta-feira (02/02), a Polícia Civil do Piauí alcançou mais um marco ao realizar o primeiro atendimento em Libras na Ouvidoria da instituição. O ouvidor Ernani Leal Uchôa recebeu Alysson Soares Lustosa, professor de Libras que perdeu seu cartão de vale transporte em Teresina.

O atendimento em Libras é uma iniciativa que visa tornar os serviços da Ouvidoria mais acessíveis, permitindo o atendimento de um maior número de pessoas, especialmente aquelas com deficiência auditiva. O professor Alysson Soares Lustosa, que realiza o curso de Libras na Universidade Estadual do Piauí (Uespi), elogiou a iniciativa, destacando que facilita o atendimento e abrange as demandas de um grupo significativo de pessoas.

Ouvidor Ernani Leal Uchôa ressaltou que, com o auxílio da Central de Relacionamento de Libras em São Paulo, as pessoas com deficiência que utilizam a língua de Libras podem ser atendidas na Ouvidoria da PC-PI, demonstrando um compromisso crescente com a inclusão e acessibilidade.

Em entrevista exclusiva ao JTNews, Ernani Leal Uchôa, revelou que antes da instalação da Ouvidoria, realizou o curso de gestão em Ouvidoria na ENAP. Sua entrada na Ouvidoria foi marcada pela convocação do delegado geral, e ao longo de três anos, busca constantemente se qualificar para atender melhor a clientela. Os cursos e a constante busca por aprimoramento são pilares fundamentais para o sucesso da Ouvidoria.

Uchôa discorreu sobre a parceria entre a Escola de Governo do Estado do Piauí e a Universidade Estadual do Piauí, que abriu turmas para estudo, qualificação e treinamento em Libras. Ele ressaltou que, após ser convocado, concluiu a primeira etapa do curso e está treinando diariamente. Essa iniciativa visa atender de forma efetiva a clientela especial da ouvidoria, mostrando um compromisso contínuo com a inclusão.

Ernani destacou o desafio de levar ao conhecimento da população os serviços prestados pela Polícia Civil. Ele enfatizou a importância do canal de comunicação oferecido pela Ouvidoria, onde as pessoas podem esclarecer dúvidas, solicitar informações, serviços, fazer denúncias anônimas, elogios, entre outros. A comunicação efetiva é considerada vital para o sucesso do serviço prestado.

Quando questionado sobre o índice de resolutividade, Ernani afirmou que é superior a 90%. Ele compartilhou casos em que denúncias anônimas foram encaminhadas aos setores especializados da Polícia Civil, resultando em operações policiais e prisões. O ouvidor também mencionou o desafio de informar a população sobre a existência desse canal de comunicação, destacando o compromisso em enfrentar esse desafio para manter o alto padrão de atendimento.

Foto: Divulgação / Polícia Civil do PiauíOuvidor Ernani Leal Uchôa e Alysson Soares Lustosa
Ouvidor Ernani Leal Uchôa e Alysson Soares Lustosa

Essas conquistas destacam não apenas a eficiência operacional da Ouvidoria da Polícia Civil do Piauí, mas também seu compromisso em atender e incluir diversos segmentos da sociedade, consolidando-se como uma referência no serviço público.realiza o curso de libras ”Programa Entenda Minhas Mãos” na Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

”Isso facilita o atendimento e abrange as demandas de um maior número de pessoas. Com o curso que faço e o auxílio da Central de Relacionamento de Libras em São Paulo, as pessoas com deficiência que fazem uso da língua de libras podem ser atendidas aqui na ouvidoria, na sede da Delegacia-Geral”, disse o ouvidor.

O curso é gratuito para vários servidores do estado, sendo dois indicados de cada secretaria/instituição. É uma inciativa da Secretaria de Estado da Administração por meio da Escola de Governo, em parceria com a Secretaria para Inclusão da Pessoa com Deficiência e a Uespi.

Fonte: JTNEWS

Comentários

Morar bem Piauí