Jovem com câncer, neoplasia gástrica maligna, promove "Vaquinha Solidária" para despesas suplementares com o tratamento

Bruno Manoel está acometido em estágio avançado da doença, faz quimioterapia com atendimento pelo IAPEP, internado no HTI sem previsão de alta; necessita custear despesas suplementares.

Bruno Manoel Teles Coutinho Silveira, 33 anos de idade, é pai da Estrela Queiroz Silveira [1 ano e 5 meses], é profissional liberal, bacharel em Administração, especialista em psicanálise clínica e técnico em Informática  [especialista em recuperação de dados em nível crítico e restauração de equipamentos eletrônicos], no entanto, em razão da gravidade da doença está sem poder trabalhar no momento. Seu tratamento é custeado pelo Plamta [internação] como dependente de sua mãe, Maria da Conceição Teles, mas necessita de apoio suplementar.

Foto: Jacinto Teles/JTNEWSBruno Manoel Teles em leito do HTI em Teresina
Bruno Manoel Teles em leito do HTI em Teresina

Bruno resolveu recorrer à "Vaquinha Solidária" em razão da absoluta necessidade de complementar despesas referentes a medicamentos e ao do tratamento especial, bem como ter a necessidade de acompanhante permanente, dada a situação de gravidade do câncer que está em nível avançado. Os membros da família e amigos não têm como fazer a cobertura presencial de forma permanente, portanto necessita a partir de agora pagar um (uma) profissional para tal missão.

O JTNEWS ouviu Bruno Manoel Teles que fez o relato a seguir sobre sua situação atual e acerca da justificativa da Vaquinha: "Há pouco mais de 2 anos decobri que estava com câncer - neoplasia gástrica maligna em estágio avançado. Desde então faço quimioterapia com medicação essencial para o tratamento [custeado pelo plano de saúde do Estado do Piauí], porém as medicações usadas anteriormente não surtem mais efeito, e foi mudado para tratamento alternativo. Estou com hemorragia constante e vômitos com sangue. Por isso preciso muito da sua ajuda neste momento para o custeio de despesas suplementares [incluindo acompanhante], já que não posso trabalhar devido me encontrar nessa situação. Então, mais uma vez apelo por sua ajuda; pois quero viver, ter saúde para trabalhar e ver minha filhinha crescer. Desde já agradeço a ajuda solidária de todos vocês", relatou Bruno Manoel, de forma emocionada.

CONFIRA NO VÍDEO PEDIDO DE AJUDA DE BRUNO MANOEL:

Para aderir à Vaquinha CLIQUE AQUI.

Fonte: JTNEWS

Comentários

Morar bem Piauí