Escola Corporativa do STJ abre inscrições para curso online gratuito sobre o CPC

O curso tem como objetivo apresentar as principais modificações introduzidas pela Lei 13.105/2015 na sistemática processual brasileira

​​Serão abertas às 13h desta segunda-feira (28) as inscrições para o curso a distância O Novo Código de Processo Civil – Aspectos Gerais 2019, oferecido pela Escola Corporativa do Superior Tribunal de Justiça (STJ) por meio do Programa Conexão Cidadã. Há 400 vagas disponíveis para o público em geral.

Foto: STJ/NotíciasJoão Noronha critica Saúde Suplementar
João Noronha - preside que inaugurou a Escola Corporativa do Superior Tribunal de Justiça

Os interessados poderão se inscrever aqui até as 19h desta terça-feira (29).

O curso tem como objetivo apresentar as principais modificações introduzidas pela Lei 13.105/2015 na sistemática processual brasileira, permitindo aos participantes visualizarem o impacto das alterações na atividade jurisdicional do STJ.

Serão abordados os seguintes temas:

Módulo I – Normas fundamentais e métodos alternativos de solução de conflitos; Módulo II – Função jurisdicional; Módulo III – Sujeitos do processo; Módulo IV – Forma, tempo e lugar dos atos processuais; e Módulo V – Tutela Provisória.

As aulas estarão disponíveis no Portal da Escola Corporativa, de 4 a 29 de novembro, perfazendo o total de 25 horas/aula. Será aprovado o aluno que alcançar no mínimo 70% do total das atividades avaliativas. Além disso, o curso contará com tutores do STJ para tirar dúvidas dos alunos e compartilhar materiais pertinentes ao tema.

Em caso de dúvidas sobre os cursos on-line do STJ, acesse a página de Perguntas Frequentes ou entre em contato pelo e-mail [email protected]

Orientações técnicas

Para acessar o curso, é necessário que o navegador de internet seja Google Chrome ou Mozilla Firefox e tenha o plugin de execução de aplicativos Java (versão 8.0 ou superior). Além disso, recomenda-se que o leitor de arquivos PDF seja o Acrobat Reader.

É necessário que o e-mail [email protected] esteja adicionado à lista de endereços confiáveis, caso se utilize algum tipo de anti-spam na caixa de correio.

Fonte: JTNews, com informações do STJ

Comentários