Carroceiros protestam em frente a Câmara Municipal de Teresina contra taxas abusivas

A Categoria reinvidica contra taxas abusivas e um local adequado para os animais quando são apreendidos

O protesto fechou a avenida Marechal Castelo Branco na manhã desta quarta-feira (04). A categoria está insatisfeita com taxas abusivas que são cobradas pela Prefeitura Municipal de Teresina, se referem a taxa de retirada de animais apreendidos e prometem fechar a avenida até dialogar com os vereadores.

Segundo a Presidente da Associação do Carroceiros de Teresina, Ana Cristina, os carroceiros estão sendo prejudicados pelas taxas abusivas e a classe não tem como arcar com tais valores. 

"São mais de dois mil carroceiros que estão sendo prejudicados com taxas abusivas por parte da Prefeitura Municipal de Teresina, fizeram um projeto de lei, sem comunicar a associação, antigamente era uma soltura por mês, e agora é só duas solturas por ano, se o animal do carroceiro, for pego duas vezes na semana, tem que pagar 280,00 pra Prefeitura de Teresina, se o animal passar dois dias lá, está morto lá dentro". afirmou a Presidente em entrevista para o JTNews.



Os carroceiros exigem que volte para o que era estabelecido antes, ou seja, uma soltura por mês e que o Prefeito Firmino Filho disponibilize um local adequado para colocar os animais.

Valdivino é carroceiro e denuncia as taxas abusivas cobradas pela soltura dos animais: segundo ele existe a  taxa de R$ 270,00, além de outra taxa de R$12,00. "Nós tinhamos cinco solturas por mês, ele botou uma por ano, aí não tem condição" afirma o protestante.

Fonte: JTNews

Comentários