Movimento em Defesa da Frei Serafim, em Teresina, continua mobilizado por essa nobre causa

O projeto de lei que visa construir terminais de ônibus no canteiro central da Avenida Frei Serafim, encontra forte resistência do Grupo de Preservação da avenida

O Movimento em Defesa da Avenida Frei Serafim esteve na Câmara Municipal de Teresina, no último dia 17, para protocolar um pedido de Audiência Pública sobre o Projeto de Lei (PL) que trata da construção de terminais de ônibus no canteiro central da avenida que é um símbolo histórico para a capital piauiense.

Foto: SemplanAvenida Frei Serafim
A Avenida Frei Serafim que não somente embeleza Teresina, mas dar vida aos seus habitantes

O Grupo foi recebido pelo presidente da Câmara, vereador Jeová Alencar (eleito pelo PSDB), bem como pela líder do prefeito, vereadora Graça Amorim e pelo vereador Deolindo Moura (PT).

Para Luan Rusvell [que é urbanista e um dos integrantes do Movimento em Defesa da Frei Serafim], em conversa com o JTNEWS, Luan declarou que: "O projeto deveria ter sido executado em 2018, mas até agora conseguimos adiar, agora mais uma vez para 2020", acrescentando que o projeto consiste na construção de sete estações, sendo três no sentido Leste-Centro e quatro no sentido contrário, para assim suprir a cota dos usuários.

O vereador Eduardo Borges (Dudu do PT) ao comentar sobre o projeto falou sobre as dificuldades enfrentadas pelas outras vias que já passaram por mudança semelhante.

Foto: Joélia Cantuária/JTNewsVereador Eduardo Borges - Dudu
Vereador Eduardo Borges (Dudu) - que manifesta-se sobre a preservação da Frei Serafim

"Estamos falando em mudar as paradas de ônibus como tem sido feito ao longo das vias de Teresina e não tem dado certo. A parte comercial se acaba, como aconteceu nas avenidas Miguel Rosa, Barão de Gurgueia e Duque de Caxias. Há uma reclamação generalizada dos comerciantes. Na Avenida Frei Serafim há, ainda, um conjunto arquitetônico que precisa ser preservado. Temos que saber o impacto ambiental, urbanístico e paisagístico daquela região", explica o vereador.

Foto: DivulgaçãoO grupo Movimento em Defesa da Avenida Frei Serafim esteve na Câmara Municipal de Teresina
O Grupo em Defesa da Avenida Frei Serafim esteve na Câmara Municipal de Teresina dialogando com vereadores

O Movimento, formado pela união de mais de 20 entidades, assinou carta pedindo uma Audiência Pública para a preservação da Avenida. Entre as entidades estão a Associação Fraternidade e Associação Teresinense de Skate - ATS.

Foto: Jacinto Teles/JTNewsJeová Alencar fala sobre a instalação do Procom de Teresina
Jeová Alencar - que comprometeu-se a ampliar a discussão acerca da Avenida Frei Serafim

Um dos argumentos do Grupo para impedir a execução do projeto que encontra-se na Câmara, é a importância da Frei Serafim como patrimônio histórico e área de preservação ambiental da nossa cidade; o que parece ser suficiente para barrar essa pretensão de descaracterizar a principal avenida da capital do Piauí.

Essa intenção de atingir a preservação ambiental e arquitetônica da Avenida Frei Serafim em Teresina, parece que não foi muito bem planejada, tampouco discutida de forma democrática com a população da cidade, pois um projeto de lei nessas dimensões deveria chegar à Câmara de Vereadores após um amplo debate popular, e, assim não chegaria à casa legislativa municipal nos moldes que chegou, poderia terem sido apresentadas várias outras alternativas viáveis.

Os vereadores firmaram o compromisso de manter o Movimento em Defesa da Avenida Frei Serafim informado sobre a tramitação do projeto de lei, assim como a convocação de audiências públicas para ouvir as propostas da população sobre questões de mobilidade urbana.



"Se não conseguirmos o recuo da Prefeitura na tentativa de construir os terminais de ônibus no canteiro central da Avenida, vamos ocupar e resistir pra preservar nossa história, nossa memória e a avenida símbolo de nossa capital", afirmou em nota o Grupo.

Segundo informação da integrante do Grupo, Carla Mata, a  Audiência Pública ficou acertada para fevereiro de 2020, sem data ainda definida.

Uma breve análise acerca do fato

JTNEWS faz a seguinte indagação, acompanhada de uma analogia: E se fosse demolida a estrutura em frente da Igreja São Benedito? Imaginemos se a Igreja São Benedito [que é o marco inicial da Avenida Frei Serafim], tivesse toda aquela 'calçadaria', todas aquelas dezenas de degraus demolidos e ali se construisse uma 'parada' de ônibus...

Foto: Jacinto Teles/JTNewsIgreja São Benedito - que necessita de conclusão de sua reforma
Igreja São Benedito - que necessita de conclusão de sua reforma - tocada com a ajuda de voluntários

Indubitavelmente, a repercussão negativa de pronto seria maior, mas, é uma situação análoga ao que o Grupo em Defesa da Preservação da Frei Serafim está a combater; pois se forem feitas as "agressões à Frei Serafim" da forma como estão planejando para acontecer 'no decorrer, no percurso da avenida', parece-nos, salvo melhor juízo, que possa ser comparado ao mesmo impacto ambiental, cultural e histórico que resultasse de toda  a "demolição"  daquela estrutura em frente à Igreja São Benedito.

Foto: Jacinto Teles/JTNewsIgreja São Benedito - marco inicial da Frei Serafim
Igreja São Benedito - marco inicial da Frei Serafim

O JTNEWS acredita que o diálogo e o bom senso de todos os envolvidos, seja dos que fazem a Administração da  Prefeitura de Teresina, seja da Câmara Municipal de Vereadores, ou mesmo da Procuradoria do Meio Ambiente do Ministério Público do Estado do Piauí, vão prevalecer em defesa da Frei Serafim.

Fonte: JTNews

Comentários