Advocacia brasileira em luto: assassinato de advogada no RN desperta revolta e exige respostas urgentes

A presidente da Comissão da Jovem Advocacia, Laísa Leal, repudiou veementemente qualquer forma de violência, salientando a importância do respeito à integridade física e profissional de advogados

Na tarde desta terça-feira (30/01), a advocacia brasileira foi abalada pela trágica morte da Advogada Brenda Oliveira, assassinada enquanto exercia sua profissão no Rio Grande do Norte. A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, emitiu uma nota de profundo pesar, expressando solidariedade à família, amigos e colegas da vítima.

Foto: Reprodução / InstagramAdvogada Brenda Oliveira
Advogada Brenda Oliveira

O presidente da OAB-PI, Celso Barros Coelho Neto, destacou a inaceitabilidade da violência contra a advocacia feminina, considerando-a uma afronta à justiça. A Seccional, valendo-se de sua representatividade, instou as autoridades a uma resposta rápida e à responsabilização dos envolvidos no brutal ato.

A vice-presidente da OAB-PI, Daniela Freitas, lamentou a perda precoce da advogada criminalista e fez um apelo para que o caso não desmotive mulheres advogadas a ingressarem na área criminal. A necessidade de um ambiente seguro para o exercício profissional, tanto como advogadas quanto como mulheres, foi ressaltada.

A presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB-PI, Beatriz Sousa, exigiu uma resposta célere das autoridades e destacou o episódio como um retrato da crescente violência contra a mulher em todo o país. A urgência em combater a violência contra a advocacia foi enfatizada como um compromisso inadiável.

A presidente da Comissão da Jovem Advocacia, Laísa Leal, repudiou veementemente qualquer forma de violência, salientando a importância do respeito à integridade física e profissional de advogadas e advogados. O apelo pela prevenção e punição eficaz desses atos tornou-se imperativo para preservar a democracia brasileira.

O trágico episódio não apenas abala a comunidade jurídica, mas ressalta a necessidade premente de ações concretas para erradicar a violência contra a advocacia, em especial a feminina. A sociedade espera respostas das autoridades, e a OAB reafirma seu compromisso em buscar justiça para Brenda Oliveira e em promover um ambiente seguro para todos os profissionais da advocacia no Brasil.

Fonte: JTNEWS com informações da OAB PIAUÍ

Comentários

Morar bem Piauí