Amanda de Deus

Cristã, casadíssima, apaixonada por seus três cachorros (Sher, Duster e Davi), motociclista, praticante de Muay Thai, curte pedalar, ama viajar, advogada, graduanda em Psicologia, ama ouvir as pessoas, amante da natureza.
Cristã, casadíssima, apaixonada por seus três cachorros (Sher, Duster e Davi), motociclista, praticante de Muay Thai, curte pedalar, ama viajar, advogada, graduanda em Psicologia, ama ouvir as pessoas, amante da natureza.

Gilvan Alves Júnior (Selva)

Brasileiro de Mato Grosso no cenário mundial do muay thai

Gilvan Alves Júnior, o Selva, grande lutador de muay thai no Brasil, natural de Maceió/AL , 1,82 metro, 110 kg, 33 anos, representante do estado de Mato Grosso, na categoria super pesado profissional, possui inúmeros títulos: Campeão da Copa Brasil 2017, Bicampeão Strong FIGHT 2014-2015, Tetracampeão Estadual 2016-2017-2018-2019, Tricampeão Brasileiro 2016-2017-2018, Vice-Campeão Mundial (WMO) 2017 e Campeão Mundial (WMO) 2018.

Foto: Arquivo pessoal Gilvan JuniorMundial 2018 WMO
Mundial 2018 WMO - Tailândia

Muitas pessoas confundem muay thai, boxe e mma, basicamente as modalidades se diferem do seguinte modo; no boxe também conhecido como pugilismo, somente as mãos são utilizadas nas lutas, o mma é uma mistura de artes marciais, como seu próprio nome em inglês significa, é uma mistura de outras artes marciais com características do muay thai,   jiu-jitsu, karatê, judô, capoeira e até mesmo do boxe, já o muay thai é uma arte marcial tailandesa, também conhecido como boxe tailandês, esporte de combate com uso de cotovelos, joelhos, canelas, pés, além das mãos. Com mais de 2.000 anos de existência, o muay thai chegou ao Brasil em 1979, e desde então é febre nas academias de lutas.

 Selva praticou judô por  14 anos, no entanto há 13 anos treina muay thai e já compete há 8 anos, ele conta que começou a treinar muay thai pois tinha como meta lutar mma, e para isso seria necessário que tivesse contato com várias modalidades de lutas, contudo logo após ter participado da primeira competição toda sua energia foram canalizadas para o boxe tailandês.

Foto: Arquivo pessoal Gilvan JuniorMundial 2018 WMO
Mundial 2018 WMO - Tailândia

Uma das formas de saber o grau de evolução que o profissional se  encontra no esporte é a kruang ou prajied, uma espécie de trança feita com cordas de diferentes cores, no máximo duas ao mesmo tempo, as cores dependem da graduação do atleta. A graduação é construída ao longo de anos de dedicação. Além da kruang outro objeto utilizado por lutadores é o mongkon,  uma corda trançada como se fosse uma  coroa só que com uma ponta, esse objeto é colocado na cabeça dos lutadores no momento das competições. A kruang correspondente a graduação do campeão Selva é a de cor marrom, conquistada ao longo de 13 anos de muita dedicação.

Foto: Arquivo pessoal Gilvan JuniorGilvan Alves Júnior (Selva)
Gilvan Alves Júnior (Selva) - Tailândia

 Nas lutas profissionais são utilizados “kruangs ou prajieds” e mongkon  especiais, diferentes daqueles utilizados para demonstrar a hierarquia, a cor que nosso campeão utiliza nas competições é o verde e amarelo, escolheu essas cores como sinal de patriotismo, todo lutador que for competir coloca sua kruang e mongkon, com cores que independem da graduação. No momento do combate  utiliza-se duas kruangs, uma no braço esquerdo e outra no direito, é também utilizado na cabeça o mongkon, da mesma cor da kruang,   tanto  essa quanto aquele são símbolos de proteção e fé, crença essa que leva  os alunos a lutarem usando as kruangs e mongkon de seus professores, acreditam que dessa forma terão uma luta vitoriosa.

As cores de kruang para utilização fora de competições profissionais não são padronizadas, no Brasil por exemplo, existem três confederações mais famosas e cada uma delas utilizam cores diferentes para demonstrar o grau de hierarquia do profissional dentro da modalidade, no entanto a confederação da Tailândia é exemplo a ser seguido já que é o berço do muay thai. O tetracampeão estadual de muay thai, Selva, é filiado a federação matogrossense FMTTMT, Federação de Muay Boran e Muay Thai de Mato Grosso, ligada a confederação  CBMB Confederação Brasileira de Muay Boran e Muay Thai, por sua vez ligada a Confederação da Tailândia.

Foto: Arquivo pessoal Gilvan JuniorGilvan Alves Júnior (Selva)
Campeonato Brasileiro 2016 - SP

Para as pessoas que tem interesse em praticar o esporte, Selva afirma que com o desenvolvimento dos treinos é possível um maior controle da mente e do corpo, o que resulta em melhora na autoestima, trabalha o  autocontrole, alta queima calórica, além da autodefesa, ou seja, muay thai vai muito além de socos e chutes, a qualidade de vida melhora substancialmente, os benefícios são gigantescos.

Todo conteúdo, imagem e/ou opinião constantes neste espaço são de responsabilidade exclusiva do(a) colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do JTNEWS.

Comentários