Teresina sediou o 3º Fórum Piauiense de Controle Interno com presenças de consagrados especialistas

O governador Wellington Dias participou da abertura do evento, que teve como palestra "O papel da informação na efetividade do controle interno", pelo auditor da CGE-PI Alexandre Farias Chaves

O 3º Fórum Piauiense de Controle Interno aconteceu durante essa semana nos dias 11 e 12 de novembro em Teresina. O primeiro momento contou com a presença do governador Wellington Dias e do Controlador-Geral do Estado, Márcio Souza [ambos fizeram a entrega do Prêmio Eficiência do Controle Interno aos agraciados], concedido pelo Governo do Piauí por meio da Controladoria-Geral do Estado (CGE/PI).

Foto: Roberta Aline/CcomGovernador Wellington Dias no 3º Fórum de Controle Interno Piauiense
Governador Wellington Dias fala da importância da Eficiência no serviço público, durante o 3º Fórum de Controle Interno/PI

Em seguida, o secretário de Fazenda do Estado do Piauí, Rafael Tajra Fonteles, proferiu palestra, cujo tema foi  "O Impacto da Reforma Tributária nas Finanças do Estado.

Na manhã do 2º e último dia do evento, o presidente do Conselho Nacional do Controle Interno (CONACI), Leonardo de Araújo Ferraz [do TCE de MG], discorreu sobe "Controle Interno como Instrumento de Aperfeiçoamento da Gestão Pública".

Após sua exposição, Leonardo respondeu às indagações dos participantes presente ao Fórum, dentre outros assuntos, ele respondeu ao questionamento do editor chefe do JTNews, Jacinto Teles, que pediu que o expositor entatizasse mais um pouco acerca da importância sobre pontos referentes à Eficiência, transparência e a auditoria; e indagou como poderia efetivar essas ações voltadas à prática nos serviços públicos de forma célere, sobretudo quando se observa o tanto se desperdiça de dinheiro público com a ineficiência do serviço, representa uma quantia vultosa e o que é imensamente superior à corrupção. 

Foto: Jacinto Teles/JTNewsPresidente Nacional do Conselho Interno e Controlador-Geral de Belo Horizonte, Leonardo de Araújo Ferraz no 3º Fórum Piauiense de Controle Interno
Controlador-Geral de BH, Leonardo Ferraz profere palestra no 3º Fórum de Controle

Acerca da corrupção que é um mal deplorável, pelo menos temos grandes instituições de combate que parece estarem aparelhadas, mas como efetivar a eficiência, justo por ser uma garantia de princípio contitucional da administração pública.

"A ideia de transparência é bem mais amplificada e ampliada. Então a minha proposta, por exemplo, é essa ideia de que tenhamos um giro qualitativo nos portais de transparência, e isso não é uma coisa difícil fazer. Procurar para além do que a lei estabelece e disponibilizar o máximo de informações possíveis. Esses são pontos importantes e não é algo de outro mundo para ser feito. Ainda dentro dessa linha, melhorar a quantidade de informações e a qualidade dessas informações. Ou seja, criar uma 'amigabilidade' com o usuário", esclareceu o presidente do CONACI.

Foto: Jacinto Teles/JTNewsFórum Piauiense de Controle Interno
Márcio Souza, controlador geral da CGE-PI,  agradece ao palestrante Leonardo pela contribuição não somente ao evento, mas ao controle interno do País, pois, além de técnico é pós doutor nessa área do conhecimento

"Lembro quando em 2011 saiu a Lei da Transparência [obriga a União, os estados e os municípios a divulgar seus gastos na Internet em tempo real], e pensava ‘o que deve ser divulgado’, ‘o que é público’ e ‘o que é pessoal’. Hoje eu já tenho uma concepção um pouco diferente: o que é público é do público. O administrador tem o dever de justificar e motivar seus atos, disponibilizando de forma clara e efetiva, facilitando então o acesso", observou o palestrante.

Foto: JTNewsFórum Piauiense de Controle Interno
Fórum Piauiense de Controle Interno, Jacinto Teles entre colegas da Sejus

O presidente do CONACI falou ainda sobre o papel do auditor e o futuro da profissão. "A parte da melhoria da gestão é fundamental. Eu trouxe os desafios do auditor, para que possamos melhorar efetivamente, o auditor tem que entender seu papel. Tem que ter essa visão de futuro e trabalhar isso. 

Foto: Jacinto Teles/JTNewsEquipes da Sejus e Acadepen no 3º Fórum Piauiense de Controle Interno
Equipes da Sejus e da Acadepen no 3º Fórum Piauiense de Controle Interno

A questão de concurso é engraçada: não existe uma faculdade de auditor. Ninguém aprende diretamente. Para mim o auditor é multidisciplinar, com uma sensibilidade e conhecimento técnico. E precisa pensar fora da caixa. Na minha visão, o auditor do futuro tem que ser alguém ligado na tecnologia da informação, já que ela acelera o trabalho", explicou falalando sobre a importância de agregar o trabalho com a tecnologia.

Também esteve presente o chefe da Controladoria Regional da União no Piauí, Hélio Silva de Sousa Bem-Vindo, que falou sobre a ouvidoria como instrumento de controle interno.

Foto: Jacinto Teles/JTNewsBastidores do 3º Fórum Piauiense de Controle Interno com a ouvidora do Sistema Penitenciário, Teresa Maria Nunes Sousa (de preto)
Bastidores do 3º Fórum Piauiense de Controle Interno - a ouvidora do Sistema Penitenciário, dra. Teresa Nunes Sousa (de preto) com colegas agentes penitenciárias do Controle Interno da Sejus

Os últimos encontros do evento de dois dias ficam por conta do Auditor Govenamental (CGE- PI), Francinelson da Silva Costa, falando sobre "A importância do controle interno nas alterações contratuais"; da Auditora do CGE de Mato Grosso, Cristiane Laura de Souza abordando o "sistema de correição e o poder executivo"; e do Auditor Govenamental (CGE- PI), Alexandre Farias Chaves em palestra sobre "O papel da informação na efetividade do controle interno".

Foto: Jacinto Teles/JTNewsFórum Piauiense de Controle Interno

Márcio Souza certifica o palestrante, Leonardo Ferraz, durante o Fórum Piauiense de Controle Interno

O JTNews entrevistou, durante o 3º Fórum de Controle Interno, o controlador Geral da CGE-PI, Márcio Souza

Foto: Reprodução por JTNEWSForum de Controle Interno
O Controle Interno pode contribuir no sentido de recuperar quantias vultosas de dinheiro público a partir da conscientização da melhoria na Eficiêncicia no serviço público

JTNews: Fala pra nossos leitores acerca da importância do 3º Fórum Piauiense de Controle Interno, Controlador.

Márcio Souza [M.S].: Bem, o Fórum Piauiense de Controle Interno, [tá na sua terceiraedição], é um evento, uma arena de discussão, de prática de gestão de controle interno, voltadas para mehoria da gestão pública, melhorira no sentido da eficiência, fazer mais com menos, evitar desperdício, gastar menos tempo nas operações, usar a quantidade exata de recursos necessários sem ter sobras. e eficiência e regularidade que é fazer isso tudo cumprindo as regras, cumprindo as normas do direito público.

M.S.: Então, o Fórum de controle interno é um momento pra gente discutir essas práticas, desmistificar a ideia de controle interno que tem uma herança... herança muito ruim de um controle repressivo fiscalizatório e julgador, nós como controladores ibnternos não temos essa aptidão, por que não temos nem poder nem competência pra julgar; o que nós podemos é ajudar, ajudar o gestor a fazer uma boa gestão, a fazer uma gestão regular, dentro das regras, dentro dos padrões de eficiência econômica, operacional e transparente. Então nosso trabalho na Controladoria Geral do Estado tem sido para profissionalizar todos os agentes públicos que lidam com controle interno e com gestão. Por que a ideia do controle é um controle...transcendental, ele não é uma atividade exclusiva do controlador, todos os que fazem parte da gestão em algum momento fazem alguma atividade de controle importante.

JTNews: E os cursos de formação que existem nas academias de formação, nas escolas de servidores [como exemplo citamos a Academia de Formação Penitenciário do Piauí - ACADEPEN/PI] que recentemente concluiu o curso de Pós graduação em nível de Especialização em Geastão Prisionla em convênio com a UESPI... Como você ver a possibilidade de se inserir nas grades curriculares dessas academias de formação como a da ACADEPEN/PI uma disciplina de controle interno?

Foto: Jacinto Teles/JTNewsFórum Piauiense de Controle InternoDentre os participantes nota-se a presença do controlador governamental, Dr. Heraldo [a direita na foto] que coordena o Núcleo da CGE-PI na Sejus

M.S.: Acho interessantíssimo essa ideia dos cursos de formação em geral. A controladoria tem dois cursos de formação hoje em operação, já capacitamos quase mil pessoas para trabalhar na área de controle interno e em gestão de contratos, e nós queremos expandir isso; a ideia de participar de um curso de formação para agentes pénitenciários como mencionado, é uma ideia excepcional por que os agentes penitenciários em algum momento desempenham funções de controle dentro da gestão e é preciso entender esse mecanismo, todos temos que nos ver como como parte de uma engrenagem [de um grande mecanismo] que vai fazer a gestão pública fluir de uma maneira adequada, de uma maneira célere. 

JTNews.: Como os agentes penitenciários agora transformados em Policiais Penais, em decorrência de aprovação da PEC 372/2017 da Polícia Penal no âmbito da União, dos estados e do Distrito Federal, bem como já com várias nomeações de agentes para cargos de direção de estabelecimentos penais e a iminência dessa ampliação por exigência constitucional... e com esses Policiais Penais sendo gestores fica muito oportuno, né?

M.S.: Exatamente, todos aqueles que fazem gestão, eles precisam entender o mecanismo da gestão pública; por exemplo, [nós como controladores do Estado], é..., nós temos o papel de tentar influenciar nas decisões dos gestores para ser uma decisão boa, uma decisão adequada, econômica; mas em outro momento nós também somos gestores, e quando estamos nesse papel de gestor a gente percebe as dificuldades, os desafios e as limitações que nós temos pra ser gestor, pra tocar as políticas públicas e ao mesmo tempo cumpriri todo aparato de regras que temos no setor público.

Fonte: JTNews

Comentários