Primeira etapa do Minha Casa Minha Vida terá 5.700 casas para o Piauí

Governador Rafael Fonteles agradeceu ao presidente Lula pelo programa de habitação, que vai investir quase R$ 1 bilhão no estado.

O governador Rafael Fonteles agradeceu, nesta quinta-feira (23), ao presidente Lula por destinar ao Piauí quase R$ 1 bilhão para construção de 5.700 unidades habitacionais pelo Novo Programa Minha Casa Minha Vida. A inciativa de habitação do governo federal foi lançada, na última quarta-feira (22/11), em uma cerimônia no Palácio do Planalto.

Foto: Ricardo Stuckert | PRSolenidade da primeira seleção de propostas do Novo Minha Casa, Minha Vida.
Solenidade da primeira seleção de propostas do Novo Minha Casa, Minha Vida.

As 5.700 unidades a serem construídas no Piauí são da faixa 1 do programa, que contempla famílias com renda de até dois salários mínimos e sem custo para as cadastradas no CadÚnico e que recebem Bolsa Família.

“É, proporcionalmente, talvez o maior investimento em habitação do Minha Casa Minha Vida e, portanto, é uma vitória do nosso povo. São mais de cinco mil piauienses que irão realizar o sonho da casa própria”, disse o governador.

Rafael citou também o trabalho do Sindicato da Construção (Sinduscon), que representa as construtoras. Ele enfatizou que, graças aos bons projetos elaborados por eles, foi possível aumentar o número de casas destinadas ao Piauí.

“Uma participação ativa com bons projetos dos empresários piauienses, adequados à regulamentação que foi estabelecida pelo Ministério das Cidades, pela Caixa Econômica Federal”, frisou Fonteles.

O chefe do Executivo estadual calculou que a etapa 1 do Minha Casa Minha Vida representa um investimento de quase R$ 1 bilhão na economia do Piauí. “E essa será a primeira etapa, teremos outras nos próximos anos”, afirmou o gestor.

Foto: Governo do PiauíPresidente Lula e governador Rafael Fonteles.
Presidente Lula e governador Rafael Fonteles.

Em seu discurso de lançamento do Novo Minha Casa Minha Vida, o presidente Lula citou o déficit habitacional no Brasil e ressaltou a importância do diálogo entre o governo federal, governos estaduais e os parlamentares para atender às necessidades da população.

“Eu me pergunto, quantas casas precisamos fazer para acabarmos com esse déficit?”, disse o gestor.

“Este programa já construiu seis milhões de casas. Possivelmente, poderíamos zerar o déficit habitacional. Este programa provou que quando a gente quer, as coisas acontecem”, finalizou Lula.

Fonte: JTNEWS com informações do Governo do Piauí

Comentários

Morar bem Piauí