Neste 7 de Setembro uma declaração nada patriótica do ex-prefeito de Cocal, veja o VÍDEO

O político da região Norte do do Piauí admite que roubou, mas declara que seu adversário roubou muito mais; pelo menos foi sincero disse que sua prisão foi merecida; o MP Eleitoral já deve ter visto

Durante a conveção do Partido do MDB em Cocal do Piauí [que ocorreu nessa semana], o ex-prefeito José Maria Monção, quando proferiu seu discurso no evento político partidário com vista às próximas eleições, fez declarações bombásticas, inclusive transmitidas por meio de live divulgada pelo próprio partido, no mínimo constragedoras para parte dos convidados presentes.

Foto: Reprodução/LIVE PARTIDÁRIAZé Maria Moção ao admitir que todo político rouba e que seu adversário rouba muito mais, faz Ciro Nogueira elevar as mãos à cabeça
Zé Maria Monção ao admitir que roubou e que seu adversário rouba muito mais..., e ao dizer que é difícil o político roubar pra si, faz Ciro Nogueira elevar as mãos à cabeça numa demonstração de "vergonha" durante a Convenção MDB-PP

Veja trecho da fala do político Zé Maria Monção:

"O povo é quem decide, é pedir voto, é ter humildade, mas acima de tudo eu acho que nós temos de mudar o Cocal, num é que o Cocal também seja o fim do mundo, mas passa a administração e todos padece..., eu fui prefeito três vezes, eu sei o sofrimento, mas também não roubei o tanto que esse aí roubou não, tá entendendo? Esse é descarado, esse tá é afundando o Cocal! Eu posso até ter tirado alguma coisa ter dado pros pobre, táááá...porque a verdade ninguém pode ser tão sincero, né? porque se eu não tivesse sido tão direito eu num teria ido preso, né? Se eu fui preso tem um motivo... [...] político que rouba, rouba pra dá pros pobre, é difííícil o cara roubar pra si..."

Confira a íntegra do vídeo em que ex-prefeito revela crimes eleitorais:



Ao término da fala do ex-prefeito ele assegura que o atual prefeito roubou tanto que construiu a maior mansão do município de Cocal, acrescentou ainda que antes de ser prefeito ele não tinha "sequer uma coaminhoneta velha pra usar..."

José Maria Monção foi condenado no mês de julho deste ano de 2020, a 7 anos e 8 meses de prisão, pela Justiça Federal do Piauí, cujo crime consta como peculato.

Foto: Jacinto Teles/JTNewsMinistério Público Federal no Piauí - sede também da chefia do Ministério Público Eleitoral do Estado
Ministério Público Federal no Piauí - sede também da chefia do Ministério Público Eleitoral do Estado

O mínimo que o Ministério Publico Eleitoral deve fazer é ouvir o ex-prefeito para que possa ratificar suas declarações de crimes eleitorais, e, inclusive, com relação ao candidato adversário do ex-prefeito José Maria Monção.

Fonte: JTNEWS

Comentários