Doria é vaiado e discute com manifestantes: ‘Vai pra casa, vagabundo’

O governador criticou o senador Major Olímpio durante o evento em Taubaté

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), discutiu com manifestantes que apoiam o presidente Jair Bolsonaro durante evento em Taubaté (SP) nessa terça-feira (15).

Doria foi vaiado e chamado de “Pinóquio”. O tucano retrucou disse: “Vai pra casa, vagabundo! Vai comer sua mortadela com a sua mãe, seu sem vergonha”.

Foto: Reprodução/Governo de São PauloDoria em Taubaté nessa terça-feira (15), onde participou do festival gastronômico Feito em SP
Doria em Taubaté nessa terça-feira (15), onde participou do festival gastronômico Feito em SP

Confira o vídeo





Os manifestantes estavam com uma caixa de som, um microfone e cartazes contra o governador. Ao criticá-los, Doria citou o líder do governo no Senado, Major Olímpio (PSL-SP):

“Vai cobrar do Major Olímpio os seus ‘duzentinho’ para vir aqui falar bobagem no microfone. Vai para casa, aposentado. Vai para casa, amigo”.

Na semana anterior, Doria foi vaiado em evento da Polícia Militar de São Paulo. Depois, em entrevista à imprensa, o governador disse que o movimento foi “orquestrado” por membros do PSL para “causar constrangimento”. 

Major Olímpio reagiu e publicou via Twitter que Doria deveria ter “vergonha”. “Falar que um policial veterano é vagabundo demostra o quanto você despreza a polícia e não merece o cargo que ocupa”, escreveu. 

Confira o tweet






Fonte: Poder360

Comentários