Após novas conversas, CPI da Braskem vai ser instalada nesta quarta (13/12) pelo Senado

Informação foi confirmada por senadores Renan Calheiros, autor do pedido de criação da comissão, e Otto Alencar (PSD-BA), que vai comandar essa primeira reunião do colegiado.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a responsabilidade da petroquímica Braskem quanto à mina com problemas de ruptura em Maceió vai ser instalada nesta quarta-feira (13/12), às 9h, no Senado.

Foto: Jacinto Teles/JTNewsCongresso Nacional - Câmara dos Deputados e Senado Federal
Congresso Nacional - Câmara dos Deputados e Senado Federal.

A informação foi confirmada tanto pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), autor do pedido de criação da CPI, quanto pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), que vai comandar essa primeira reunião do colegiado.

A instalação vai acontecer após uma série de conversas entre senadores. Todos os membros do colegiado foram indicados, com exceção do senador a ser escolhido pelo PDT. São 11 titulares e sete suplentes.

Mais cedo, por volta das 14h, Otto Alencar disse à CNN que seria difícil convocar a reunião nesta terça-feira (12/12) para instalar a CPI da Braskem. Além das últimas reuniões não terem acontecido até então, ele citou a agenda cheia no Senado.

Por exemplo, reunião da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado para votar a indicação presidencial do nome de Daniel Walter Maeda Bernardo como diretor da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), do qual é relator, e sessão do plenário da Casa.

Em plenário, os senadores devem votar nesta terça o projeto de lei que trata da taxação e da regulamentação de apostas esportivas online.

Ala de governistas tem se mostrado contra a instalação da CPI. Na reunião no Planalto, o próprio presidente Lula criticou a existência da CPI da Braskem, de acordo com apuração do analista Caio Junqueira.

Fonte: JTNEWS com informações da CNN Brasil

Comentários

Morar bem Piauí