Jamil Leite

Especialista em fisiologia e prescrição do exercício clínico, Bacharel e Licenciado em Educação Física, Personal trainer e Professor de ginástica laboral
Especialista em fisiologia e prescrição do exercício clínico, Bacharel e Licenciado em Educação Física, Personal trainer e Professor de ginástica laboral

Sedentarismo: porque as pessoas não estão fazendo atividade física?

Apesar de todas as facilidades que o mundo fitness oferece, o sedentarismo ainda continua a existir na nossa sociedade.

 Segundo dados da Organização Mundial da Saude ( OMS),  a taxa de sedentários no mundo cresceu nos últimos 15 anos. No Brasil, de acordo com  números recentes do IBGE , metade da população é sedentária. Mas por que, mesmo sabendo que a atividade física é importante para a nossa saúde, o sedentarismo cresceu?

Foto: Imagem retirada da internetTecnologia e sedentarismo
Tecnologia e sedentarismo

 Uma das razões seria a nossa evolução, sempre buscando conforto e menos esforço. Através do cérebro atingimos nos dias atuais um meio ambiente que predispõe a atingir um menor esforço das atividades. Ex: tecnologia. O universo virtual é por demais tentador...

Outro fator que colabora para o aumento do sedentarismo seria a falta de políticas públicas que estimulem formas alternativas de transporte ou locomoção, bem como a utilização de espaços públicos que promovam a atividade física – transformando praças em academias ao ar livre, por exemplo.

Observo como educador físico, que a maioria das pessoas coloca a falta de tempo como desculpa para a não prática de alguma atividade física. Ressalto também que por imaginar o corpo dolorido e praticar uma atividade que não seja prazerosa, criam-se fatores que contribuem também para esse processo. Mas o acompanhamento de um profissional da área será decisivo para encontrar alguma atividade – ou “movimento” – que promova uma recompensa desejável, que incite sua continuidade.

Enfim, o estímulo para uma atividade prazerosa  -de acordo com a personalidade do indivíduo, respeitando sempre sua individualidade - e uma prescrição bem elaborada e criativa podem fazer com que o sedentarismo deixe  de fazer parte do cotidiano das pessoas.

Comentários